Páginas

sábado, 27 de agosto de 2011

Spa - Vettel na pole numa corrida onde a única coisa previsível será a Globo

 A corrida do ano passado em Spa foi tão imprevisível como deve ser esta de amanhã e como foi também o treino classificatório de hoje. No ano passado Webber fez a pole seguido de Hamilton mas perdeu posições largando muito mal e a vitória caiu na mão de Hamilton. Vettel colidiu com Button, depois teve um pneu furado em outro toque e acabaram as suas chances nessa prova. Alonso rodou e saiu da prova. Antes disso Rubens acertou a sua lateral mas quem ficou prejudicado foi o brasileiro que não teve como prosseguir. Um tipo de espalha pedaços aqui e ali motivado pela mudança de condições da pista, principalmente. Chegou até a secar e mais tarde a chuva voltou. Terminou com vitória de Hamilton seguido de Webber e Kubica.

Assim é Spa e amanhã deve ser igual. Hoje isso acabou interferindo na classificação. Vettel fez a pole seguido de Hamilton e Webber. Bruno Senna que no ano passado classificou-se em 20o., hoje conseguiu a sua melhor classificação em um GP de F1, a sétima colocação. Ficou à frente do seu companheiro Vitaly Petrov. Massa também vai largar à frente do seu companheiro Alonso. Massa garantiu o 4o. lugar e Alonso apenas o 8o. Rubens mais uma vez é o mais rápido com Cosworth mas na 14a. colocação e à frente também do seu companheiro Pastor Maldonado.


Duas coisas serão muito interessantes nessa corrida. Michael Schumacher vai largar em último, sem tempo de classificação pois logo no início do Q1 perdeu uma roda e bateu. Vai ser interessante mesmo ver o que ele consegue de lá de trás pilotando uma Mercedes. Claro que se espera que ele ganhe posições mas jamais chegar lá na frente pois o histórico dele e do seu carro não garantem uma performance dessas. Mas quero ver como ele se sai largando de último com um carro que não é a Ferrari vencedora que pilotou no passado, e numa pista veloz e imprevisível como Spa.

E, é bom lembrar que êle e Rubens podem se encontrar na pista no meio do caminho. Isso seria realmente emocionante porque Rubens não vai lhe abrir um único milímetro. E se for na chuva, me perdoe o alemão e seus seguidores mas acho que êle fica vendo Rubens andando na frente dele.

Outra coisa muito interessante será ver como vai se portar Bruno do começo ao fim da prova. Gostaria de ver dele uma corrida em que cruzasse a linha de chegada e se possível que tivesse ganho uma posição. Mas, como a pista em questão é a mais imprevisível do campeonato, não há como pensar em qualquer tipo de prognóstico.

Diria que se secar as coisas podem mudar muito. Na classificação Bruno aparece nada menos que 3s mais lento que o pole e é o cabeça da lista dos que andaram na casa de 1:51. Isso para as condições de hoje, mas para as de amanhã não há como saber qual será a performance que conseguirá. De qualquer forma será muito interessante ver o que ele faz andando pela primeira vez com um carro que dá chances reais de pilotagem.

Apenas para constar, hoje eu almocei com o preparador de karts do tio dêle, o Tchê, e afinal temos a mesma curiosidade. E também os mesmos votos de uma reestréia muito satisfatória na categoria. O que vai ser duro aguentar é a Globo falando de Senna e Lotus antes da volta de apresentação, na volta de apresentação, na primeira volta, na reprise da primeira volta, na hora do primeiro pit de Bruno, depois da corrida, à noite no enrolástico, e assim por diante. Torço por esse garoto, mas tenho o sentimento de que a imprenssa local vai ter algum trabalhinho se quizer aporrinhar a paciencia dele. Vamos aguardar os acontecimentos.

2 comentários:

Joel Marcos Cesetti disse...

Realmente a corrida é imprevisível mas o Galvão...

Rui Amaral Jr disse...

Faz como eu Joel, desliga o som. Não dá para ouvir aqueles caras.

Abs