Páginas

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Kart, História de campeões - o nosso kartismo nas telas (2)

(Um documentário sobre o kartismo Brasileiro desde a sua introdução.)
(imagens: Gustavo Braga e Hyun Ju Choi)

À esquerda Mário Carvalho, proprietário do Riomar. À direita Wilson Fittipaldi Jr., um dos nossos maiores ícones do automobilismo. Entre êles à partir da esquerda, Miguel Crispim, lendário preparador do departamento de competições da Vemag, Maneco Combacau, um verdadeiro colecionador de amigos e dono de uma memória invejável, Waltinho Travaglini, fenomenal kartista ainda militando no esporte, e Carol Figueiredo, kartista e pilôto de automobilismo muito habilidoso e tambem um baú de histórias genuínas.
Na Mecânica Riomar em 17/12/2012, em entrevista para o filme Kart, História de campeões
Acho que este bloguinho, que não ‘fecha uma volta’ ha tanto tempo, acabou se justificando. Fui procurado recentemente por um cineasta carioca me propondo colaborar na a execução de uma tarefa não tão simples assim. Auxiliar na formulação de perguntas sobre kartismo para ninguem menos que as pessoas que deram início a esse esporte no Brasil.

Para quem já pretendeu escrever a mesma história, achei que finalmente o meu blog ganhou justificativa à altura das minhas intenções quando fiz as primeiras postagens.

Fiquei surpreso quando no mes de Setembro desse ano fui contatado por um carioca que leu o meu blog durante uma pesquisa por informações sobre o kartismo. Mais suspreso ainda quando fui convidado a colaborar. E assim, no dia 17 de Dezembro compareci na Mecânica Riomar num, acredite se quizer, ‘set de filmagem’.

Então conheci o artífice dessa ideia genial de documentar o kartismo em filme. Pedro Martins Rodrigues, com quem já tinha falado algunas vezes no telefone estava com a sua equipe acompanhando a acomodação de um monte de coisas trazidas numa van. Faltava tão somente montar o cenário e aguardar a chegada de tôdos.

Pedro Martins Rodrigues, fotógrafo e diretor, estudou cinema em Cuba na Escola de Cine e Video de Sãn Antonio de los Banhos perto de Havana, depois de estudar desenho industrial na PUC. Ganhou o prêmio "Dragão do Mar", com o projeto do filme AMA Ceará. O filme ganhou o Candango de Melhor filme no 33º Festival de Brasília como melhor filme. Tambem realizou trabalhos fotográficos e deu aula no no projeto Kinoforum em São Paulo.


Compareceram de muito bom gosto Maneco Combacau, Miguel Crispim, Waltinho Travaglini, Carol Figueiredo e Wilson Fittipaldi. A eles se juntou o dono da mais importante fábrica de karts do continente, Mário Carvalho.

Foi muito gratificante para mim rever o Maneco Combacau e tambem fazer perguntas a gente tão importante no nosso kartismo como Wilson Fittipaldi e Waltinho Travaglini. A maior parte das questões estava pronta em anotações de Pedro Rodrigues. Não apenas as ditas questões estavam à mão mas tambem revistas antigas que foram encontradas na internet.

Após uma sessão de perguntas à nata do kartismo historico do Brasil, todos se dirigiram às dependencias fabris da Mecânica Riomar. Mario Carvalho guiou todos pela fábrica tendo ao seu lado Wilson Fittipaldi Jr. Foi um momento incrivelmente marcante. Juntos os dois responsaveis por transformar a produção de karts num negocio industrial rentável, iniciado ha meio século. Hoje a Riomar é uma empresa dedicada exlcusivamente à produção de karts com equipamentos modernos, sendo uma parte dessa produção totalmente automatizada.

E ao final de tudo o melhor momento do dia. Para quem nunca presenciou uma externa, vai ter dificuldade de entender onde estão sombras e reflexos que esses profissionais vêem a metros de distancia. A equipe e Mário Carvalho e Maneco Combacau se dirigiram ao local onde se deu a primeira corrida de karts no Brasil, o Jardim Marajoara.

Externa do filme Kart, História de Campeões no Jardim Marajoara - São Paulo, o local onde se deu a histórica primeira corridade de karts no Brasil. À partir da esquerda, Rennê Carvalho, Mario Carvalho, Maneco Combacau e o diretor Pedro Martins Rodrigues.
 É a primeira vez desde 1960 que Maneco Combacau mostra a alguem como era o traçado que nada mais era que as ruas de asfalto novinho na época, de um loteamento recem lançado. Curiosamente, brinquei de bicicleta nesse mesmo bairro sem imaginar que ali se deu um evento historico, que agora ficará perpetuado nas telas o seu local de acontecimento. E dar uma pequena contribuição para que isso seja documentado, me traz uma sensação de satisfação muito dificil de descrever.

Maneco Combacau aponta para o local da bandeirada da primeira corrida de karts no Jardim Marajoara

Parabéns à equipe de profissionais apaixonados que deu a largada para um resgate historico jamais realizado até hoje.

Um comentário:

Mariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.